Busca Rápida

Euclides da Cunha está testando feijão resistente a pragas e adaptável ao clima

segunda, 16 de agosto de 2021 | Secretaria de Agricultura, Pecuária, Meio Ambiente e Recursos Hídricos


Não faz muito tempo, Euclides da Cunha figurava como um dos maiores produtores de feijão do Nordeste baiano. As mudanças climáticas e a invasão de pragas fizeram a cultura se enfraquecer ano após ano. Para se esquivar das incertezas e prejuízos constantes com a produção, a maioria dos produtores euclidenses deixaram o feijão de lado e vem optando somente pela plantação do milho.


Para tentar mudar essa realidade e resgatar o protagonismo euclidense na produção de feijão, a Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente estabeleceu uma parceria com a Embrapa Arroz e Feijão e o Sebrae e criou em Euclides da Cunha uma Unidade Experimental de Feijão.


Trata-se de uma área com 1.600 m² onde foram plantadas oito cultivares diferentes de feijão, todas resistentes a pragas como o mosaico dourado e mosca branca, e muitas delas com menor período de produção. A experimentação, conforme explica os técnicos da Secretaria, envolveu o preparo do solo, plantio com adubação, capina e monitoramento de pragas, procedimentos comuns na produção do feijão. 


Segundo a secretária Maria Djalma Abreu, o objetivo é resgatar a cultura do feijão disponibilizando aos produtores euclidenses sementes de qualidade, resistentes aos maiores problemas enfrentados hoje durante a produção. “Se o produtor tiver nas mãos sementes comprovadamente resistentes a pragas e que também se adequam melhor ao clima euclidense, por exemplo, ele terá mais segurança no plantio e menos riscos, e isso o encorajará a voltar a produzir o feijão e não somente milho”, explica. Ou seja, tem tudo para dar certo.


A ideia da criação da Unidade Experimental de Feijão amadureceu durante a realização, também pela Secretaria, da palestra capacitante para produtores de grãos de Euclides da Cunha, realizada em maio, e que contou com a presença de Dr. Luís Claudio de Faria, mestre em agronomia e doutor em genética e melhoramento de plantas, além de atual pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão. É ele que hoje, inclusive, acompanha a unidade experimental do município juntamente com os técnicos da Secretaria.

No próximo dia 31 de agosto, a Secretaria promoverá um 'dia de campo' com a presença de agricultores e Embrapa, onde serão analisados os resultados dos experimentos.



PUBLICIDADE INSTITUCIONAL