Busca Rápida

Palestra com especialista reúne produtores, estudantes e técnicos. “Este tipo de evento abre nossos olhos”

quarta, 05 de maio de 2021 | Secretaria de Agricultura, Pecuária, Meio Ambiente e Recursos Hídricos


A Secretaria de Agricultura, Pecuária, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em parceria com o Sebrae e a Embrapa - Arroz e Feijão, realizou nesta terça-feira (05) uma palestra capacitante sobre voltada, principalmente, para produtores de grãos de Euclides da Cunha.

Os temas principais abordados no encontro foram o sistema de produção de feijão-comum para a região Nordeste, manejo sustentável do inseto mosca-branca e o vírus do mosaico dourado, que também ataca o pé de feijão.


Para tratar sobre estes temas, a Secretaria trouxe o Dr. Luís Claudio de Faria, mestre em agronomia e doutor em genética e melhoramento de plantas, além de atual pesquisador da Embrapa – Arroz e Feijão. Dentre os pontos destacados, ele chamou a atenção para a importância de se ter uma semente de qualidade, sendo fundamental na obtenção de uma boa lavoura. "É importante saber a origem das sementes", afirmou. Ele também apresentou a melhor técnica usada atualmente para o plantio de lavouras que utilizam o sistema solteiro (apenas uma cultura).

Outro tema que despertou a curiosidade dos participantes é o melhoramento genético de um feijão-comum, com produção mais precoce e maior rendimento na colheita, além de ser mais resistente a pragas.


Antônio Tavares Filho é produtor nas localidades de Oiteiro e Ruilândia. Em função do resultado ruim da lavoura em 2020, ocasionado pela presença da mosca-branca e o excesso de chuva e mofo, ele mudou os planos para a safra deste ano. “Este ano eu não pretendo plantar feijão em função dos problemas que tivemos no ano passado. Vou plantar somente milho. A gente tem que trabalhar para produzir e ter lucro”, relata. Segundo ele, “a falta de informação ajuda também a gente a recuar”.